EPI: Limpeza, higienização e conservação fazem parte da proteção

Quais as vantagens de viver em condomínios com lavanderia compartilhada?
14 de abril de 2021

EPI: Limpeza, higienização e conservação fazem parte da proteção

A Norma Regulamentadora número seis (NR-6) define Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como todo dispositivo de uso individual destinado a proteger a saúde e integridade física do trabalhador. 

Essa mesma NR trata ainda da limpeza, higienização e conservação dos equipamentos. Por isso, não basta apenas adquirir o equipamento, é preciso ter cuidado com o EPI e saber como limpar corretamente. 

A legislação ainda coloca esse tratamento sob duas linhas de responsabilidade: os de uso pessoal devem ser limpos pelo colaborador que o utiliza e guarda.

Já a higienização e conservação dos materiais de utilização coletiva devem ser realizadas pela empresa, seguindo os critérios sanitários exigidos pela lei, incluindo guardar no ambiente adequado e o controle de entrada e saída, com o nome do trabalhador responsável.

Higienização comum do EPI

Como cada campo tem um tipo de EPI específico, vamos realizar os procedimentos mais comuns para a limpeza desses equipamentos. Exceto nos casos de materiais descartáveis ou aqueles que não são laváveis.

Não guarde o equipamento ainda úmido. Isso pode gerar um ambiente propício a mofo e bactérias.

Equipamentos sensíveis

Os óculos de proteção exigem um pouco mais de cuidado. Podem até ser lavados na água corrente como a maioria, mas devem ser secados de forma cuidadosa. A indicação é secá-lo ao ar livre e evitar que pano úmido ou papel que possa arranhar as lentes.

Lembre-se de que qualquer alteração na sua visão pode prejudicar seu trabalho e, principalmente, a sua saúde. Por isso, se apresentar rachadura ou embasamento, avise ao superior da área. 

Outro equipamento muito pessoal é o protetor auricular. Quando não forem descartáveis, devem ser limpos todos os dias para não juntar secreção oriunda do próprio ouvido. Com o tempo, isso pode causar uma infecção no aparelho auditivo.

Materiais de uso superficial

Para alguns equipamentos a limpeza pode ser feita com pano úmido apenas. Capacetes de segurança, por exemplo. Como eles, basicamente, pegam poeira durante todo o dia, a orientação é passar pano úmido sempre ao final do dia, para evitar o acúmulo de sujeira.

Os respiradores também devem ser higienizados dessa forma, com uma observação importante, nesse caso, os filtros devem ser trocados periodicamente.

Conservação do EPI

Alguns equipamentos são descartáveis. Mesmo para esses, devem ser estabelecidos locais próprios para o descarte. Eles devem ser de conhecimento de todos os colaboradores.

Para os que são reutilizáveis, além da limpeza permanente e adequada, devem ser seguidas as orientações de cada produto. Ou seja, aqueles que precisam de produtos específicos precisam ter um tratamento diferenciado para isso. Contando ainda com as indicações de período de troca de filtros, de lentes ou de materiais substituíveis.

Entre em contato conosco para conhecer melhor nossos serviços e realizar um orçamento.

Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/canalservice/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat