Limpeza e Desinfecção: Quais as Diferenças?

por que terceirizar serviços de limpeza
Por que Terceirizar Serviços de Limpeza?
26 de maio de 2020
empresa de limpeza terceirizada
4 Motivos para Contratar uma Empresa de Limpeza Terceirizada
12 de junho de 2020

Limpeza e Desinfecção: Quais as Diferenças?

limpeza e desinfecção
 
A limpeza e desinfecção são fatores primordiais para a promoção do bem-estar e segurança de quem utiliza as dependências de qualquer ambiente! 

Ter a garantia de um ambiente limpo e desinfetado traz a moradores, trabalhadores, clientes e visitantes, segurança ao desempenhar as suas atividades, sem correr riscos de contaminações.

Cada tipo de ambiente demanda um grau específico de limpeza e desinfecção, de acordo com o tipo de atividade exercida no local e por que sujeitos ele é frequentado. Em ambientes ocupados por crianças, idosos e portadores de doenças - como creches, asilos e hospitais, por exemplo - a preocupação com o risco de infecções causadas por más condições de higiene tende a ser consideravelmente maior.

Locais públicos ou privados - como escolas, restaurantes, academias e ônibus - que apresentam grande circulação de pessoas também são bastante propícios à disseminação de micro-organismos como vírus bactérias, ácaros e fungos. Estes micro-organismos se propagam através do ar, de superfícies, de gotículas de saliva e secreções em geral, além da ingestão de alimentos mal higienizados.

Tendo em vista as particularidades de cada ambiente, veja a seguir quais são as diferenças entre limpeza e desinfecção, conheça as ferramentas empregadas em cada modalidade, e quais ocasiões elas elas são indicadas.

Limpeza

limpeza e desinfecção

A limpeza consiste em eliminar resíduos visíveis de superfícies através de métodos físicos ou químicos, executados manualmente ou com o emprego de máquinas. Estes resíduos podem ser constituídos de poeira, cinzas, restos de alimentos e matéria orgânica em geral.

Normalmente a limpeza vem acompanhada do uso de água e de mais algum produto químico, mas também podem ser empregados métodos de lavagem a seco. Existem hoje na internet inúmeras receitas caseiras para a realização da lavagem a seco, porém em muitos casos é necessário recorrer a um profissional para evitar a ocorrência de danos ao objeto ou à superfície. 

Apesar de não ser um método efetivo para eliminar micro-organismos patogênicos, a limpeza é uma etapa essencial em qualquer processo de higienização e deve ser feita sempre em primeiro lugar. Ela é a responsável por retirar do caminho todos os detritos e camadas orgânicas e deixar a superfície livre e preparada para receber os procedimentos da próxima etapa: a desinfecção.

Exemplos de materiais utilizados na limpeza:

  • Vassoura
  • Esfregão
  • Sabão
  • Desengordurante
  • Aspirador de pó
  • Limpa-vidros

Exemplos de locais em que somente a limpeza periódica é necessária, com pouca ou nenhuma necessidade de desinfecção:

  • Portões externos
  • Janelas
  • Calçadas
  • Pisos residenciais
  • Espelhos, decorações e objetos de pouco manuseio em geral

Desinfecção

limpeza profissional pandemia

Também conhecida como, sanitização e higienização, esta etapa deve ser realizada após a limpeza e é responsável por eliminar bactérias, fungos, vírus e ácaros, com exceção dos esporos.

Observação: os esporos são estruturas produzidas pelos micro-organismos para fins de reprodução. Eles possuem muitas camadas e detêm com isso a capacidade de sobreviver a ambientes desfavoráveis. Para eliminar os esporos é necessário adotar o método da esterilização. Este método utiliza processos físicos e químicos mais agressivos, que só devem ser feitos por profissionais em situações específicas, como em ambientes cirúrgicos e de laboratório.


Vamos ver agora sobre as diferentes níveis de desinfecção:

Conheça os Níveis de Desinfecção

Desinfecção de nível baixo

Elimina a maior parte das bactérias, alguns vírus e fungos. Pode ser realizada com álcool etílico 70%, compostos de iodo e quaternário de amônia.

Desinfecção de nível médio

Esta modalidade é semelhante ao nível anterior, porém possui a vantagem de eliminar também bactérias mais resistentes (como o bacilo da tuberculose) e a maioria dos vírus. Geralmente são utilizados produtos como o álcool etílico 70% e o hipoclorito de sódio com 1000 ppm de cloro disponível.

Desinfecção de nível alto

Elimina todas as formas de vírus, bactérias, fungos e uma parte dos esporos. Existem alguns agentes desinfetantes de alto nível disponíveis no mercado, porém para esta modalidade é recomendada a contratação de serviço profissional. Alguns exemplos de compostos utilizados são o formaldeído, o glutaraldeído 2%, o ácido paracético e compostos clorados com 10.000 ppm de cloro disponível.

Locais em que é recomendado o emprego da desinfecção frequente:

  • Qualquer meio de manipulação de alimentos, em especial os estabelecimentos comerciais, como restaurantes, quiosques e lanchonetes. Estes estabelecimentos devem realizar a limpeza e desinfecção de suas dependências e utensílios seguindo as determinações da Anvisa.
  • Academias, salões de cabeleireiro e barbearias
  • Banheiros em geral
  • Escolas, creches e asilos
  • Hospitais, clínicas e laboratórios

Exemplos de ocasiões excepcionais que demandam a realização da desinfecção:

  • Quando um portador de doença infecciosa recebe alta, o quarto e todos os objetos utilizados por ele devem passar por uma desinfecção minuciosa, para evitar assim a ocorrência de resquícios de micro-organismos que podem infectar outras pessoas.
  • Segundo a anvisa, todos os profissionais que trabalham com saúde ou manipulação de alimentos devem não somente lavar as mãos com frequência, como também higienizá-las com álcool 70%.
  • Quando da realização de uma cirurgia, a sala e todos os equipamentos utilizados na operação devem ser higienizados, assim como as mãos dos profissionais envolvidos na operação.

Fatores que podem afetar a eficiência das etapas de limpeza e higienização

  • Misturar as etapas de limpeza e desinfecção pode afetar o desempenho do processo. Misturando-se por exemplo, sabão com água sanitária, o ph do composto se modifica e passa a não ser mais eficaz para matar micro-organismos.
  • Não obedecer às instruções do fabricante no uso dos produtos químicos, como o tempo em que o produto deve ficar em contato com a superfície, etc.
  • Utilizar produtos vencidos ou não certificados pela Anvisa.
  • Utilizar os métodos errados ou dispensar a contratação de profissional especializado quando necessário.

Limpeza ou Desinfecção qual a melhor opção?

limpeza e desinfecção de ambientes

Mais do que um investimento em segurança e bem-estar, os procedimentos de limpeza e desinfecção são atitudes preventivas que podem evitar prejuízos futuros com problemas de saúde. 

Aposte nas duas opções principalmente para os locais que possuem alta circulação de pessoas, locais onde são manipulados alimentos, banheiros e locais onde circulam crianças, idosos ou pessoas com problemas de imunidade. 

Na dúvida, contate uma empresa profissional de limpeza e desinfecção :)

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat